top of page
  • Foto do escritorvalbcampelo

O desembesto do governo Lula acelera


Os últimos dias foram agitados na política. Na cena internacional, por conta das patuscadas do presidente Lula da Silva que conseguiu, em alguns poucos dias, enfezar até parceiros internacionais com suas declarações estapafúrdias coerentes com seu espírito maligno. Vale uma lista da qual não constam as peripécias da área econômica:

a) Disse que deficiente mental tem problema de parafuso – fico pensando na “felicidade” dos 85% de brasileiros que, segundo as pesquisas tem algum transtorno mental, e ficaram sabendo pelo presidente que isso é uma questão de aperto e chave de fenda.

b) Disse que os dois países (Rússia e Ucrânia) quiseram a guerra - com isso, põe em risco negociações envolvendo 50 bilhões de dólares.

c) Foi vergonhosamente humilhado por uma pergunta de uma jornalista portuguesa – se fez de desentendido da própria língua para não confirmar a bobagem que havia dito anteriormente e especulou que nem a Rússia nem a Ucrânia querem parar a guerra.

d) Foi chamado de bandido por um deputado português – esse parece conhecer o Lula e a política brasileira.

e) Cometeu erro histórico sobre a criação do Estado de Israel – a embaixada israelense emitiu NOTA lamentando a estultice do Lula da Silva.

f) Foi calorosamente vaiado e xingado em Portugal por brasileiros e portugueses – lá não tem iluministro amigo.

g) Disse que o governo chinês tem o “jeito dele” de governar e nós temos o nosso – lembrei-me que Hitler e Stálin também tinham o “jeito” deles de governar.

h) Desestimulou empresários a investirem no Brasil – praticamente um crime de lesa-pátria, pois atuou em prejuízo da nação que governa.


Chega, há muito mais. Enquanto a Janja esbanjava grana e afeto e Lula nos fazia passar vergonha lá fora, por aqui o caldo esquentou depois que as imagens da CNN foram divulgadas, demonstrando que o Governo Federal foi no mínimo negligente em relação ao vandalismo de 8 de janeiro. Seu General de confiança, Gonçalves Dias (nome não é destino), passeava amistosamente entre invasores e seus auxiliares distribuíam simpatia. As imagens haviam sido sequestradas por Lula e mantidas em sigilo. Até agora ninguém do governo foi responsabilizado, mas o fato serviu para viabilizar de vez a CPMI do dia 8 de janeiro que sofria ameaça do governo.


Finalmente, depois de vários e “convenientes” adiamentos, a CPMI dos atos de 8 de janeiro foi lida nesta quarta-feira, dia 26/04, e deverá ser efetivamente instalada assim que os partidos indicarem seus nomes. O Governo, que não queria a investigação, em vista da derrota iminente resolveu aderir. Depois de oferecer vantagens e cargos para que parlamentares não assinassem a CPMI, agora quer roubar (novidade!) os cargos de presidente e relator, ou seja, quer manobrar para que as apurações não andem, ou, sejam dirigidas de modo a esconder suas responsabilidades e as de eventuais agitadores infiltrados.


Como não tenho dons premonitórios, nem de longe me atrevo a adivinhar algum resultado, sugiro apenas que preparem a pipoca, pois é certo que a CPMI vai render muitos capítulos e, quem sabe, algumas surpresas. Lembremos que apenas alguns minutos de filmagens foram divulgados, mas são centenas de horas. Espero que ao fim e ao cabo os reais invasores, assim como os agentes públicos, por ação ou omissão, sejam punidos. Qualquer invasão e depredação, seja de propriedade pública ou privada, deve ser apurada e seus responsáveis punidos, obviamente obedecido o devido processo legal e respeitado o direito à ampla defesa, o que, aliás, neste caso não aconteceu, já que pelo menos 100 pessoas já foram declaradas como réus em lote, sem individualização da conduta delitiva. O processo faz lembrar um certo bigodinho.


Achou pouco? Tem mais. Nesta terça-feira, foi aprovada a urgência para votação do PL 2630, corretamente chamado de PL da CENSURA. Em luta por sua aprovação, até o ministro Alexandre de Moraes esteve no Congresso, levando sugestões que pioram o troço já autoritário. A boa noticia é que será instalada a CPI do MST, o que poderá revelar seus crimes e conter sua fúria rapina, se não forem blindados pelo governo.


Aproveito o tema para citar e aplaudir os deputados acreanos que votaram contra a urgência do PL da CENSURA, cujo interesse maior é CONTROLAR a comunicação entre os brasileiros e implantar uma via de pensamento único. São eles: Roberto Duarte, Eduardo Velloso, Coronel Ulysses e Gérlen Diniz. Já os deputados Zezinho Barbary e Meire Serafim não votaram e as deputadas Antonia Lúcia e Socorro Neri votaram a favor da urgência. Torço para que até o dia da votação do PL na próxima semana, todos os nossos representantes percebam que esse PL, embora seja chamado por alguns de PL das fakenews é uma cilada autoritária (não por acaso, vem da lavra do COMUNISTA Orlando Silva), e que alguns favores do governo não valem a pena perante a gravidade de efeitos desse projeto infame.


O Deputado Luis Philippe de Orleans e Bragança que, convenhamos, não é nenhum extremista, explica do que se trata. Veja também o que dizem o Senador Jorge Seif e o Deputado Kim Kataguiri. Destaco a criação orwelliana de uma espécie de “ministério da verdade”, um órgão que vai impor a cada brasileiro o que pode ou não pode ser dito, pois ele é o dono da ciência, dos fatos, da verdade e da mentira, como se a sociedade fosse estática e as verdades fossem eternas.


Esse tipo de atitude lembra o que aconteceu com Galileu Galilei, para dar um exemplo conhecido - o cientista foi punido durante a inquisição por dizer que a terra girava em torno do sol, sendo que os donos da verdade da época tinham como certo que a terra era o centro do universo. Aliás, é dele uma frase lapidar, atualmente ignorada: “Em questões de ciência, a autoridade de milhares não vale mais que o humilde raciocínio de um único homem”. Outro exemplo vem das autoridades que decretaram como fakenews dizer que máscaras eram ineficientes contra a peste, lembram? Pois é. Pouco tempo depois, vários estudos concluíram que elas realmente não foram efetivas.


Então, quem ganha com o PL da CENSURA? Em primeiro, ganham os partidos e instituições de viés autoritário, a esquerda de modo geral que odeia a liberdade de opinião. Apontem-me um regime socialista em que a imprensa e a opinião das pessoas é livre! Basta dar uma voltinha ali em Cuba e gritar na praça que Fidel era um ditador e o sujeito não voltará sem passar umas “férias” em algum calabouço. Em segundo, a grande mídia, falida e em derrocada, que voltará a dar sozinha as notícias “verdadeiras” e ganhará, é claro, muito dinheiro, pois os anunciantes terão que diminuir sua publicidade nas plataformas cujo alcance será reduzido. Enfim, o PL da CENSURA empanturra o consórcio mídia-esquerda (aí incluindo a justiça) que quer CONTROLAR a comunicação, filtrar o que a sociedade pode ou não tomar conhecimento, enjaular a oposição e seus princípios e estabelecer de modo hegemônico sua pauta amoral.


Perde a sociedade brasileira, submetida ao escrutínio parcial de um sistema que só vigora sobre os escombros da liberdade, como demonstra a história. Creiam, na próxima semana teremos uma das votações mais importantes do parlamento brasileiro na história recente. Mais que impeachments ou reformas, pois estará a esquerda pretendendo calar o que nos resta de liberdade, abrindo caminho para sua faina secular de autoritarismo, perseguição e ódio. Precisamos nos defender.

20 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

1 Comment


Flavio Araujo Araujo
Flavio Araujo Araujo
Apr 28, 2023

Parabéns grande Valter!!! Não existe situação tão ruim que não possa piorar, dias piores virão, sobre as ordens do ex-condenado em conluio com o supremo tribunal, perderemos o direito de pensar e falar com a PL da mordaça!!!!

Like
bottom of page