top of page
  • Foto do escritorvalbcampelo

Lula da Silva: "Ser chamado de comunista nos orgulha".


Tenho em Brasília um amigo que só acreditará que Lula, o PT e seus satélites tem um projeto socialista para o Brasil quando a bandeira brasileira for vermelha. É um sujeito do tipo gente boa, assim meio Poliana (os mais velhos sabem de que se trata), que eu chamo afetuosamente de bobinho. Ele não se ofende, leva na brincadeira. Então, toda vez que nos falamos ele me dá uma indireta por causa de meus escritos nesta coluna semanal, na qual costumo apontar para o abismo para onde o Lula da Silva, seu time de várzea e de ex-condenados estão nos levando, ou seja, o socialismo ao estilo venezuelano, parto resultante do coito macabro (ver documentário recente no Brasil Paralelo), entre o Executivo, FFAA e Justiça.


Pensa o bobinho que em um dia glorioso para a malta, o descondenado fará um “discurso de Lenin” em cadeia nacional, com direito a abertura pelo Bonner, para anunciar que a partir de agora seremos felizes porque os trabalhadores tomaram o poder. Já avisei que há tempos as coisas são diferentes, mas ele insiste em não dar bola pra esse negócio de socialismo lulopetista.


Pois bem. Nesta quinta-feira, 29/06, em seu discurso no Foro de São Paulo, essa entidade criada por ele, juntamente com outros da espécie como Fidel e Chavez, Lula da Silva não se fez de rogado. Declarou de cara que seus inimigos são o patriotismo, a família e os costumes. Para meu amigo bobinho não duvidar, vejamos de que se trata segundo o dicionário on-line Michaelis.


Patriotismo - Amor à pátria, devoção ao seu solo e às suas tradições, à sua defesa e integridade:

Família – Conjunto de ascendentes, descendentes, colaterais e afins de uma linhagem ou provenientes de um mesmo tronco; estirpe.

Costumes - Tradição habitual ou prática frequente.


Ademais, o descondenado posto na presidência tascou que tem é orgulho de ser chamado de socialista ou de comunista. Para concluir a ópera bufa, em entrevista à Rádio Gaúcha relativizou a democracia. Segundo ele cada um tem seu conceito de Democracia e dane-se. Juro que eu queria ver a cara do bobinho nessa hora. Nem tive coragem de ligar pra ele porque poderia parecer gozação, e seria mesmo.


Para quem não sabe, posto que a grande imprensa escondeu durante anos e anos e ainda omite sempre que possível, o Foro de São Paulo (FSP) é um troço criado em 1990 (uma ano depois da queda do muro de Berlim e um ano antes do desfazimento da URSS), pelos partidos de esquerda da América Latina tendo à frente os líderes já referidos, para fazer florescer e frutificar na região o socialismo que, fracassado no mundo todo, precisava de um polo onde pudesse respirar. Em certo sentido, pretendiam os vermelhos uma espécie de União das Repúblicas Socialistas da América Latina que o sanguinolento venezuelano costumava chamar de pátria grande, sendo o FSP a estrutura que sustentaria por todas as vias, TODAS, repito, a realização do seu intento aterrador.


Voltemos ao Lula da Silva. Por suas próprias palavras que podem ser acessadas à vontade na web, se você é patriota conforme descrito acima, saiba que Lula quer lhe F* como prometeu fazer com o senador Sérgio Moro. Se você defende a sua família e a dos outros, idem. Se você defende os costumes e a tradição, ibidem. Em síntese, se você votou contra o Bolsonaro porque ele é “tosco” e Lula da Silva é da turma do bem, tipo Zé Dirceu, PCC e MST, tá na hora de repensar suas escolhas. Não por causa de gente conservadora como este colunista, mas porque o Lula mesmo lhe declarou guerra, ele quer um país onde esse negócio de pátria, família e costume é coisa de otário burguês, como dizia o alemão furunculoso em Londres há 175 anos.


É claro que a velha mídia amestrada e seus jornalistas tentarão por todas as vias, mais uma vez, passar a mão na cabeça do autointitulado comunista, arrumar alguma desculpa, calar, mudar de assunto, enfim, dará um jeito de DESINFORMAR a população sobre a gravidade do que foi dito por Lula da Silva sob aplausos e sorrisos generosos de seus cúmplices no evento. É claro que os disfóricos cognitivos teimarão em dizer que Lula não disse o que disse, ou que disse o que não disse ou, ainda, que o que disse não é o que queria dizer. Ou seja, o meu amigo bobinho dará um jeito de não largar a mão podre do Lula mesmo sentindo o cheiro podre. Tem gente assim, por disforia, ignorância ou mau-caratismo.


Ocorre que ele DISSE, declarou-se comunista e colocou um alvo no peito de seus inimigos que somos nós, os patriotas, os que amamos as nossas famílias e preservamos os costumes e a tradição. A não ser que estivesse “melado” como chamam bêbado no Nordeste, o que não pode ser verdade pois andava sem cambalear e não falava gaguejando, Lula da Silva demarcou gravemente em seu discurso o rumo do governo. Como já indicam todos os sinais perceptíveis (hoje, 30/06, poderá haver um), a receita venezuelana está sendo adotada e será seguida, restando ainda a solução de impedimentos em áreas sensíveis. Desesperador? Não, se você não for bobinho.

11 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

1 komentarz


antonioflaviobatistadearaujo
antonioflaviobatistadearaujo
30 cze 2023

O ex presidiário tem mostrado habilidade no ramo da picaretagem, ao lado da faceira Janja, percorre o mundo arrotando lorota, tudo dentro da estratégia do engana trouxas, o fundo do poço deverá ser o destino...

Polub
bottom of page